*Pesquisadora uauaense é convidada a publicar artigo em revista científica dos Estados Unidos. *

A pesquisadora científica, vinculada ao Programa de Pós-graduação em Dinâmicas de Desenvolvimento do Seminário pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), Áquila Almeida, foi convidada a participar da publicação de trabalho acadêmico na revista cientifica “Modern Environmental Science And Engineering” (ISSN 2333-2581), publicada mensalmente em inglês pela Academic Star Publishing Company, sediada Estados Unidos, na cidade do Brooklyn, estado de New York.

A Modern Environmental Science And Engineering (Ciência Ambiental Moderna e Engenharia) é uma revista internacional, profissional, revisada por pares de caráter interdisciplinar e tem como objetivo avançar e disseminar o conhecimento em todos os principais ramos da ciência ambiental e engenharia, além de promover a comunicação entre governo, empresas e indústria, academia e organizações não-governamentais que são instrumentais na solução de problemas ambientais. Também procura promover a pesquisa interdisciplinar de relevância política em questões ambientais, como mudanças climáticas, biodiversidade, poluição ambiental e resíduos, recursos naturais renováveis e não renováveis, sustentabilidade e as interações entre essas questões.

O convite para publicação se deu em razão da pesquisadora ter participado em dezembro do ano passado, do II Congresso Internacional Interdisciplinar em Extensão Rural e Desenvolvimento (CIIERD), promovido pelo Doutorado em Agroecologia e Desenvolvimento Territorial e pelo Mestrado em Extensão Rural da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), onde apresentou produção científica voltada a discussão sobre políticas hídricas no semiárido.

O trabalho traz uma análise sobre as políticas de acesso à água no município de Uauá-BA, com um especial enfoque ao Programa “Água de Viver”, implementado pela gestão municipal no ano de 2017, com o objetivo estratégico de articular a organização dos recursos hídricos disponíveis no município, através da limpeza, revitalização, ampliação e recuperação de aguadas comunitárias.

Os resultados obtidos na pesquisa indicam que a iniciativa assegurou intervenções em cerca de 148 (cento e quarenta e sete) aguadas comunitárias e atendeu aproximadamente 60 (sessenta) comunidades rurais por todo eixo do município, beneficiando assim um número estimado de 2.000 famílias, o equivalente a mais de 60% das famílias rurais em Uauá. Bem engendrada pela gestão municipal a implementação dessa política pública evidencia o compromisso com uma agenda política muito mais sensível às questões afeitas ao campo e ao desenvolvimento no meio rural. A ampliação da capacidade dos reservatórios para armazenamento e aproveitamento das águas das chuvas tem possibilitado aos grupos sociais que trabalham com pequenas lavouras de subsistência, criatório de animais, o desenvolvimento de suas atividades produtivas e, como consectário lógico, a melhoria nas suas condições de vida. Entretanto, a pesquisadora avalia que ainda são significativos os desafios, sobretudo porque a iniciativa sozinha não é suficiente para atender plenamente à demanda por água das famílias rurais, sendo necessária a articulação de outras políticas estratégias na gestão dos recursos hídricos que considerem as especificidades sociais, climáticas e econômicas locais.

Você pode conhecer mais sobre o trabalho científico na versão em formato de resumo expandido publicado nos anais do CIIERD 2019, disponível em:

https://www.even3.com.br/anais/ciierd2019/224622-politicas-publicas-de-acesso-a-agua–uma-analise-do-programa-agua-de-viver-no-municipio-de-uaua-ba/

Mais detalhes sobre a Modern Environmental Science And Engineering estão disponíveis no endereço eletrônico http://academicstar.us/