Manassés é cotado para vice de Isidório na disputa em Salvador

Muito embora o pré-candidato à prefeitura de Salvador, deputado estadual Sargento Isidório (PDT), já tenha dito que prefere uma mulher, o mais cotado hoje para compor a chapa do pedetista é o parlamentar Manassés (PSL). Na noite desta quintafeira (21), o presidente estadual do PSL, deputado Marcelo Nilo, teve uma conversa com Isidório para firmar […]

Muito embora o pré-candidato à prefeitura de
Salvador, deputado estadual Sargento Isidório
(PDT), já tenha dito que prefere uma mulher, o mais
cotado hoje para compor a chapa do pedetista é o
parlamentar Manassés (PSL). Na noite desta quintafeira
(21), o presidente estadual do PSL, deputado
Marcelo Nilo, teve uma conversa com Isidório para
firmar o possível apoio do partido ao PDT. “Quero
uma mulher, porque é importante a presença
feminina. Mas, eu e Manassés somos muito
parecidos. Então, seria uma aquisição importante
para gente”, contou o pré-candidato. Questionado se
a rixa entre Nilo e o presidente do PDT, Félix
Mendonça, pode atrapalhar essas negociações para
Manassés ser o vice, Isidório negou. “Penso que
não. Os problemas pessoais não podem sobrepor
aos coletivos”, frisou. Nos bastidores, o comentário
O PDT decidiu apoiar a pré-candidatura da deputada
federal Moema Gramacho (PT) à prefeitura de Lauro
de Freitas no pleito de outubro. O anúncio foi feito
neste sábado (23) pelo então pré-candidato do
partido, Mauro Cardim. “Abri mão da minha condição
de pré-candidato do meu partido (PDT) depois de
ouvir o clamor das ruas pedindo a volta de Moema
para reconstruir a nossa querida Lauro de Freitas.

É
exatamente por este compromisso de reconstruir uma
cidade que foi destruída por uma administração
inconsequente e incompetente, distante do povo, que
o PDT chega para unir forças e ajudar a resolver os
problemas da cidade e dignifique a nossa gente”,
declarou Cardim. O partido agora passa a integrar a
oposição ao atual prefeito, Márcio Paiva (PP), junto
ao PSL, PTB, PRTB, PTdoB, PMN, PSD e PTC. “Há
uma grande expectativa do grupo de oposição pela
Bahia Noticias
também é de que o PDT pode fechar uma chapa puro sangue para disputar a eleição. Uma reunião, na manhã desta
sexta-feira (22), pode definir o futuro da legenda no pleito municipal. Filiação – Manassés deixou o PSB e se filiou ao
PSL em março deste ano. Ao contar como foi sua saída da legenda socialista, o parlamentar afirmou que teria mais
força dentro do partido reativado pelo presidente Marcelo Nilo. “Ela [Lídice da Mata] não aceitou normalmente, mas
entendeu. Politicamente é um partido que me dará mais força. Por exemplo, se de repente eu quiser sair candidato a
prefeito ou deputado federal teria força política para isso, mais estrutura”, disse na época.

Colaborou o repórter
Alexandre Galvão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload