“O deputado estadual Laerte do Vando e ex-vereador Rosevaldo Loiola enaltecem os 95 anos de independência da Capital do Bode”

“O deputado estadual Laerte do Vando e ex-vereador Rosevaldo Loiola enaltecem os 95 anos de independência da Capital do Bode” Conhecida como a Capital do Bode, o município de Uauá completa 95 anos de emancipação política no dia 9 de julho. Para celebrar a data magna, o deputado estadual Laerte do Vando (PSC) encaminhou para […]

“O deputado estadual Laerte do Vando e ex-vereador Rosevaldo Loiola enaltecem os 95 anos de independência da Capital do Bode”

“O deputado estadual Laerte do Vando e ex-vereador Rosevaldo Loiola enaltecem os 95 anos de independência da Capital do Bode”

Conhecida como a Capital do Bode, o município de Uauá completa 95 anos de emancipação política no dia 9 de julho. Para celebrar a data magna, o deputado estadual Laerte do Vando (PSC) encaminhou para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) moção de congratulação, destacando a história, a economia e as tradições culturais do município.

“O início de Uauá foi no século XVIII, quando Francisco Ribeiro formou uma fazenda, chamada Uauá às margens do rio Vaza-Barris, em terras de propriedade de Garcia d’Ávila. Em 1896, o território foi acampamento de uma Companhia de Infantaria do Exército que combateria na Guerra de Canudos. Em 1905, depois de ser recuperada dos danos causados pelo combate, tornou-se sede distrital de Monte Santo, pela lei estadual n.º 590, de 8 de julho de 1905, sendo elevada à categoria de município com o nome de Uauá, pela lei estadual n.º 1866, de 9 de julho de 1926”, diz trecho do documento.

Ainda no texto, o parlamentar relembrou que o município chegou a ser extinto e reinstalado novamente. Atualmente, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade possui 24.113 habitantes.
Na economia, o deputado chamou a atenção para a criação de caprinos e ovinos, fazendo jus ao título nacional da cidade de “Capital do Bode”. Anualmente, no mês de agosto, acontece a exposição desses animais, atraindo turistas e empresários de todo o Brasil em virtude da fama da carne de bode mais saborosa da região.

E complementou: “Nos últimos tempos, o município vem implementando através do IRPAA – (Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada) e a Coopercuc – (Cooperativa de Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá), um programa de convivência com o semiárido que já mudou a vida de muitas famílias através do beneficiamento de frutas típicas da região, a exemplo do umbu e do maracujá da Caatinga.

Outro ponto ressaltado foi o São João de Uauá. Para ele, o festejo é, seguramente, um dos melhores e mais tradicionais da Bahia. Com intensa participação popular, a festa preserva o verdadeiro forró “pé de serra” e as raízes culturais do local.

“Desejo vida longa a todos os uauaenses, aspirando que o município continue em pleno desenvolvimento. Aproveito a oportunidade para parabenizar os trabalhos realizados pelo vereador Cordeiro (PSC) e pelo ex-vereador Rosevaldo Loiola. Contem comigo e com o meu mandato para buscar melhorias para essa terra que engrandece a Bahia”, finalizou.

Ascom