Em protesto realizado nesta tarde de quinta-feira (20), em Monte Santo, os professores invadiram a prefeitura e só saem depois que falar com o prefeito, Vando. Segundo informações, o prefeito se nega a receber a categoria dos professores através de seus representantes, Sindicato APLB.

Em ato de mobilização dos professores na cidade, a categoria reivindica falar com o gestor que segundo a entidade está (sem querer dialogar) até agora, e sem nenhuma resposta a protesto dos mesmos na cidade, decidiram “invadir” a sede da prefeitura. A informação foi confirmada agora pouco em rede social privada (WhatsApp) por Francisco Prolepses, coordenador da APLB em Uauá.