Audiência Pública em Uauá discute sobre a violência contra a mulher
Com o tema “Mulher, o silêncio não protege”, Conselho Comunitário de Segurança Pública, Polícia Militar e a Prefeitura de Uauá através da Secretaria de Ação Social e Combate à Pobreza, realizaram na tarde desta sexta-feira (27) Audiência Pública com o intuito de esclarecimentos, conscientização, informação acerca de como a mulher agir e buscar soluções de Proteção contra seus agressores.
Participaram a convite, a Delegada da Polícia Civil de Juazeiro Rosineide Mota, na qual deu uma palestra sobre casos que envolvem agressão a mulher por parte de seus agressores, que métodos e solução buscarem para Proteção da mulher em relação aos seus algozes e outros assuntos. “A violência contra a mulher nem sempre se caracteriza pela violência, moral, sexual, física, mas sim a violência psicológica como um dos fatores que afetam as mulheres. { o que nos preocupa é a questão da sutileza, violência psicológica sutil psicológica que por vezes a mulher nem se da conta…, o que aconselhamos é Denuncie, não se calar]…” Disse Rosineide.
 
Representando o Prefeito Municipal, Áquila Almeida, Chefe de Gabinete, disse que a Administração Municipal ficou feliz em contribuir efetiva e materialmente com a realização do evento público que é de sobrelevada importância. “Recebi o Major no Gabinete do prefeito o mesmo intermediava sobre a tentativa de travar um debate público sobre violência de gênero em Uauá, e nós fizemos esse debate proveitoso e libertador”, destacou.
 
Para o Tenente Pablo Gonzaga, Comandante do 4º Pel. de Uauá o  evento foi considerado de extrema importância várias esferas municipais e estaduais, diversos representantes municipais, Policia  Civil, sociedade  compareceu em peso, foi muito importante para se fazer  uma Uauá melhor. Pontuou.