Portal Uauá
Uauá site da cidade

Deusdete Ferreira apresenta requerimentos e cobra da gestão municipal atendimento às solicitações.

Deusdete Ferreira apresenta requerimentos e cobra da gestão municipal atendimento as solicitações.

O vereador Deusdete Ferreira (Gugu), PCdoB, Uauá, ao fazer o uso da palavra, na Tribuna do Plenário Pedro Ferreira Sobrinho, da Câmara de Vereadores de Uauá, em Sessão Ordinária, realizada nesta quarta-feira (11/08), começou o seu pronunciamento cumprimentado o presidente da Casa, demais vereadores, vereadora Leila, servidores da casa legislativa, e os internautas que acompanhavam a sessão através da página da Câmara no Facebook. O Edil pediu a proteção do Padroeiro de Uauá, São João Batista aos trabalhos da Casa de Leis que retornam o segundo período Legislativo de 2021 e parabenizou a todos os estudantes pela passagem do 11 de agosto, comemorado o Dia do Estudante.

Gugu fez cobranças que são recorrentes através de requerimentos e quando fala na Tribuna, e que, segundo ele “infelizmente até o presente momento nada foi resolvido” e tratou de assuntos importantes para a população, como a questão de Educação e Saúde. Confira:

  • Diante das dificuldades que as famílias estão passando devido a pandemia, e também com os seus filhos no ensino remoto que passam diariamente 08hs em atividades de segunda a sábado, faz necessário e é de direito para garantir a segurança alimentar dos alunos, colocou o Requerimento Nº 124/2021, que a Secretaria de Educação realizasse a distribuição do 2º kit da merenda escolar em casa para os alunos da Rede Municipal de Ensino do exercício de 2021. Ressaltou novamente que nesse ano apenas foi entregue um Kit no mês de maio de 2021, sendo que no ano passado nesse período já tinha sido feito a distribuição do 2º kit que foi no período de 09 a 13 de julho de 2020. “Imagine quando será a próxima entrega, e não é por falta de recursos, pois já foi repassado pelo FNDE 08 parcelas no valor cada de R$ 39.914,40, totalizando R$ 319.315,20, ficousaldo de R$ 105.129,30, corresponde as últimas parcelas do ano de 2020. Somado com o valor do saldo anterior de 2020 e as 08 parcelas de 2021 totaliza R$ 424.444,50”. Disse.
  • O vereador ainda solicitou novamente o retorno do funcionamento dos consultórios odontológicos do Município, que já foi feito esse ano quando apresentou Requerimento Nº 47/2021, de 28 de abril, que retorne o funcionamento dos consultórios odontológicos do Município. Sendo que tínhamos 06 equipes de saúde bucal credenciadas na sede (PSF do Alto do Conselheiro e Vila dos Gomes) e no interior (PSF de Caldeirão do Almeida, Lagoa do Pires, São Paulo e Sitio do Tomás).

Conforme relatório do Inventário de Saúde Bucal e dos Consultórios Odontológicos das unidades, compartilhado pelo Conselho Municipal de Saúde, deixado pela gestão anterior, todos os PSF’S ficaram em pleno funcionamento e com todos os seus equipamentos em bom estado.

E até o presente momento 10 de agosto de 2021 nada de funcionar nenhum consultório odontológico pelo SUS no Município de Uauá.

  • Destacou a importância das especialidades médicas e cobrou o que foi colocado no Requerimento Nº 87/2021, de 19 de maio, para que disponibilizasse  atendimento de médicos de especialistas como Cardiologista, Ginecologista e Pediatra, na casa dos médicos, onde teve vereadores que votaram contra o requerimento, dizendo que no outro dia já ia começar, apenas o cardiologista iniciou, sendo que o Ginecologista e Pediatra até hoje a comunidade aguada, destacar que essas especialidades médicas nos últimos 04 anos sempre houve profissionais realizando atendimento.
  • Falta de Técnico de Enfermagem no Posto de Saúde de Riacho das Pedras, que desde a sessão do dia 26 de maio, apresentou Requerimento Nº 95/2021, destacando o assunto que desde o início de abril não tem técnica de enfermagem, destacou que novamente pessoas da comunidade procuraram para relatar que até o presente nada foi resolvido e continuam sem técnica de enfermagem e quando precisam aferir a pressão ou fazer um curativo estão indo para Bendegó povoado do Município de Canudos.
  • Por último colocou a questão da FALTA DE MEDICAMENTOS na farmácia básica, PSF’s, CAPS e Hospital, são diversos medicamentos que não tem como: decanoato injetável, gardenal, fenergam, cabarmazepina, haldol, cinetol, bezetacil de 1200, Sinvastatina para colesterol e os remédios de diabetes como metformina e glicazida.

Relatou que na segunda na câmara diversas pessoas procuraram relatando a falta de medicamento senhor da Fazenda Barnabé que tem filha deficiente que no CAPS não tinha carbarmazepina, outra senhora do Sitio do Zacarias que não tinha remédio de colesterol. Destacou também que ontem mesmo em diversos grupos de WhatsApp pessoas comentaram a falta de medicamentos, fazendo “vaquinha” para comprar medicamentos para pessoas carentes que não podem ficar sem tomar principalmente a carbamazepina.

“Ai quando a gente fala que falta medicamento somos errados, é a comunidade que está nos cobrando e temos que cobrar a gestão para providenciar, é questão de saúde”. Pontuou.

O Conselho Municipal de Saúde encaminhou o ofício para Secretaria de Saúde, fazenda referência a falta de medicamentos psicoterápico, destacou também casos ocorreram nos dias 09 e 10 de agosto, onde a equipe de atendimento do CAPS, sem recursos passam por constrangimento e risco da agressividade sem controle do paciente surtado.

Ascom /Deusdete Ferreira / Gugu

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceito Leia mais

Privacidade& Política de Cookies