Portal Uauá é o site e guia de empresas da cidade. Notícias e muito mais

Vereador Gugu denuncia situação precária e reclamações de pessoas que utilizam os serviços do TFD do município em Salvador

0 380

O Vereador Deusdete Ferreira (Gugu) ao fazer o uso da palavra, na Sessão da Câmara de vereadores de Uauá, realizada nesta quarta-feira (07), levou a tona para a população uauaense, a informação de que alguns usuários dos Serviços do TFD de Uauá na capital do estado, estão passando por transtornos no local de acolhimento aos pacientes e acompanhantes de pessoas que precisam de utilizar dos serviços.

Os usuários do TFD questionam sobre a estrutura física do local, onde, nos quartos, agora são colocado homens misturados com mulheres, quartos escuros, que têm que ficar com as luzes acesas durante o dia, que não têm ventilação nenhuma, os banheiros são de péssimas condições, vasos sanitários sem descargas, tem baldes já do lado para utilizar jogando água, chuveiros que quase não funcionam, as lixeiras cheias de papel higiênico usados dos pacientes anteriores, não tem papel higiênico e cada um precisa levar o seu, as camas de péssimas condições, não disponibiliza lençóis, cada que leve o seu (na outra pousada era disponibilizada roupa de cama) e os pacientes antes de se deitar têm que fazer a limpeza das camas com álcool.

‘Nesse momento tão difícil que estamos passando, devido a pandemia da COVID-19, venho tratar de um assunto especifico de saúde: tenho recebido inúmeras reclamações e relatos de algumas pessoas que utilizam os serviços do TFD do município em Salvador. Muitas pessoas me procuraram e enviaram mensagens, relatando como está sendo atualmente o TFD de Uauá na capital do estado. A informação é que o município de Uauá mudou de casa de apoio (POUSADA), fato que até então eu não sabia porque, mesmo acompanhando diariamente o diário oficial do município, não vi nenhuma publicação sobre o assunto. Fiquei inclusive surpreso, devido ao fato que sei que foi feito termo aditivo que prorrogou a antiga casa de apoio da gestão do ex-Prefeito Lindomar Dantas por 90 dias (janeiro, fevereiro e março)’, disse.

Ainda segundo denúncia, ‘na hora das refeições é outra hora terrível’; faltam talhere, as pessoas têm que aguardar uns se alimentarem primeiro para depois outros, porque não tem talheres suficientes e precisam ser lavados. Outra grave denúncia é referente a acessibilidade: um paciente que faz cirurgia ou paciente acamado não tem condições de ficar lá, pois são muitas escadas. Em um dos relatos, um usuário conta que chegou uma pessoa cega de outro município que quase não consegue subir as escadas.


Outra usuária relatou que “as condições da pousada não são boas, sem as mínimas condições. “O banheiro que fiquei a pia era entupida, água não descia, a limpeza realizada é péssima, apenas usam água sanitária no chão e passam pano. Até água para banho faltou, os pacientes chegaram dos hospitais e aí passaram o dia todo até a noite, que foi quando caiu água para tomarem banho, imagine em um tempo desse de PANDEMIA faltar água. O quarto fede a cachorro molhado, aliás, nem cachorro fede daquele jeito, tem uma área de plantas que estava a maior sujeira e nunca foi limpo. Não tem uma tomada que preste, tem que ficar procurando nos quartos pra ver a que presta, pedindo aos outros pacientes, rodando a pousada atrás”.

Segundo informações dos usuários, um servidor que trabalha lá informou aos pacientes que mudaram de pousada por questão de preço.

“Inadmissível sair de uma pousada de qualidade para colocar numa que não tem condições de dar um tratamento digno aos pacientes”. Reclama.

O próprio servidor destacou para os usuários que era importante fazerem as reclamações para que mudem.

“Desta maneira, deixo aqui o meu repúdio pela gestão estar tratando os pacientes do TFD desta forma, pois são pacientes que merecem todo respeito e cuidado”, pontua o vereador.

Deixe uma resposta