Imagem capaz de quebrar smartphones
circula nas redes sociais

Nos últimos dias circula pelas redes sociais uma imagem, a primeira vista inofensiva, acompanhada de mensagens que instruem os leitores a definirem a foto como papel de parede em seus smartphones. No entanto, tenha extremo cuidado, pois a imagem é capaz de destruir aparelhos de inúmeras marcas como Google e Samsung, sendo necessário acionar a garantia do aparelho e devolver ao fabricante. Entenda porquê isso acontece e confira outras dicas de segurança para celulares em nosso artigo.

Foto capaz de quebrar seu telefone

            Apesar de a primeira vista parecer inofensiva,  a imagem a seguir pode causar danos irreversíveis em seu aparelho, principalmente aqueles que utilizam a versão do Android feita pela Samsung. A empresa já comentou sobre o assunto e assegurou os usuários que uma atualização futura do sistema irá corrigir o erro. A Google ainda não se pronunciou sobre a falha.

(A imagem original, compartilhada no Twitter, WhatsApp e Facebook é perigosa para o Android)

            Até que todos os aparelhos estejam seguros o ideal é não confiar em nenhuma imagem sendo compartilhada como um novo wallpaper para sua tela de início, isso porque nem mesmo o modo de segurança dos aparelhos é capaz de resolver o problema em algumas situações.

            Mas o que causa o problema? Especialistas de segurança digital contratados pela BBC News constataram que a imagem possui informações deliberadamente errôneas em seus metadados. Os metadados dizem ao aparelho diversas informações sobre o arquivo, entre elas, o espaço de cor a ser utilizado, ou seja, indicam ao seu smartphone a maneira correta de atribuir uma cor em sua tela à uma cor digital representada na imagem, por exemplo, os tons de azul da água. No entanto, alguns aparelhos ao lerem as informações cuidadosamente articuladas para causar erros de memória não conseguem lidar com a imagem e entram em um ciclo irrecuperável de desligamentos e tentativas, inutilizando o aparelho.

Perigos para sua privacidade

            A princípio, a técnica utilizada por essa imagem não é capaz de roubar dados dos usuários ou infectar aparelhos com vírus, apesar de ser capaz de destruir permanentemente seu celular. No entanto, essa não é a primeira vez em que um ataque a aparelhos Android é baseado em metadados incorretos e arquivos de mídia. Ataques através de mensagens SMS infectadas, arquivos .apk maliciosos e até mesmo anexos no WhatsApp já foram demonstradamente capazes de roubar dados pessoais de usuários e, em ocasião, já foram utilizados para espiar figuras importantes da geopolítica internacional.

            Esse tipo vulnerabilidade pode deixar usuários preocupados, buscas por “como esconder meus dados e meu IP” tem crescido em mecanismos de pesquisa devido a grande importância da privacidade dos dados em nossos smartphones, e pelo grande número de falhas de segurança e ataques que diariamente acometem os aparelhos.

            É importante sempre evitar abrir aplicativos de fontes desconhecidas, utilizar o serviço de VPN, manter seu dispositivo na última versão disponível do sistema operacional, criar senhas fortes e não confiar em links e imagens oriundas de pessoas desconhecidas em qualquer rede social.

Como restaurar um celular Android

            Embora nesse caso a restauração aos padrões de fábrica não funcione para alguns aparelhos, no passado, problemas dessa natureza e muitos erros comuns em nossos celulares podem ser resolvidos ao restaurar o aparelho para os padrões de fábrica. Essa técnica permite que o Android volte a ser exatamente como era no instante em que ligamos o aparelho pela primeira vez, assim resolvendo muitos erros causados por aplicativos, vírus e configurações errôneas que acumulamos com o tempo.

Caso ainda tenha acesso ao aparelho, siga as instruções:

  1. Abra os ajustes
  2. Navegue pelas opções até encontrar “Fazer backup e redefinir”
  3. Escolha “Restaurar aos Padrões de Fábrica”
  4. Confirme a restauração do telefone

Seu aparelho irá reinicializar do zero, portanto, é recomendável fazer um backup de seus dados importantes antes de iniciar o processo.

            Caso o problema seja grave ao ponto de não conseguir ligar o aparelho ou abrir a tela inicial, é necessário entrar no modo de restauração por hardware, que varia de aparelho por aparelho dependendo da marca e ano de lançamento. A maioria dos smartphones segue as seguintes instruções para acessar o modo de restauração:

  1. Desligue por completo o aparelho.
  2. Mantenha pressionado o botão de volume para baixo e em seguida o botão de ligar
  3. Nas opções que aparecerão na tela, selecione Recovery mode, usando as teclas de volume.
  4. Acompanhe as instruções na tela, até que seu dispositivo reinicialize com o Android limpo.

Depois do procedimento, é possível restaurar mensagens apagadas do WhatsApp através de backups do sistema.

Conclusão

            Novamente devemos tomar cuidado com instruções que vemos publicadas em redes sociais que podem colocar em risco a integridade de nossos aparelhos, ou dos dados contidos neles. Aguardamos por atualizações do sistema emitidas pelas fabricantes para remediar por completo a situação. Enfatizamos que hackers podem utilizar a mesma técnica em outras imagens diferentes, por tanto, o ideal é evitar definir imagens de terceiros como papel de parede por um tempo, principalmente em aparelhos feitos pela Samsung ou Google (linha Pixel). Confira também o voto de Carla Weber sobre o uso do Marco Civil para bloquear o WhatsApp no Brasil.