Canudos (BA) e Uauá (BA) recebem R$ 40 mil de transações penais para aquisição de equipamentos médicos

A Justiça determinou a liberação de R$ 40 mil oriundos de aplicação de pena de prestação pecuniária para os municípios baianos de Canudos e Uauá adquirirem materiais e equipamentos médicos necessários utilizados pelos profissionais da saúde ao combate da pandemia da Covid-19.

Conforme a decisão proferida no último dia 17 pelo juiz José Carlos Rodrigues do Nascimento, serão destinados R$ 20 mil para cada Fundo Municipal de Saúde.

Segundo a decisão, os Municípios têm 60 dias para realizar a prestação de contas dos recursos liberados, depois de terminada a situação de calamidade pública nacional. Os pedidos seguem orientação da procuradora-geral de Justiça Norma Cavalcanti, expedida do dia 27 de março, para que promotores de Justiça revertam os recursos provenientes da atuação judicial e extrajudicial para ações de enfrentamento da Covid-19, em especial para aquelas relacionadas aos serviços de saúde. A decisão acatou os  pedidos realizados pelo Ministério Público estadual, por meio do promotor de Justiça Marcelo Cerqueira César.