Os deputados da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) vão receber dois salários extras, o que corresponde a cerca de R$ 50 mil, para votar a Reforma da Previdência estadual durante o recesso.

De acordo com a coluna Painel da Folha de S. Paulo, a convocação extraordinária da AL-BA foi feita pelo governador Rui Costa (PT) e, dos 63 parlamentares, apenas um recusou o benefício.