Uauá: Derivados de frutas nativas são destaque experiência vivida por piauiense

Uauá: Derivados de frutas nativas são destaque experiência vivida por piauiense

O coordenador do Projeto Viva o Semiárido (PVSA) no Piauí e superintendente da Secretaria da Agricultura Familiar (SAF), Francisco das Chagas Ribeiro, que está representando o Píauí no I encontro de Líderes Rurais e Gestores de projetos apoiados pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida) no Mercosul Ampliado, juntamente com a consultora de Monitoramento e Avaliação do Projeto na SAF, Andreia Simone, e que participou de evento na última terça-feira (17), em Juazeiro (BA), com cerca de 80 pessoas de sete países, relatou experiências vividas na regia e destacou sobre visita que fez a Uauá.

O Piauí apresentou experiências exitosas da Cooperativa de Produtores e Produtoras da Chapada do Vale do Rio Itaim (Coovita) na criação de caprinos com o tema acesso ao mercado e as experiências com resultados positivos da Associação de Criadores de Caprinos e Ovinos do Piauí (Ascobetânia).

Na quarta-feira (18), o superintendente Francisco das Chagas Ribeiro participou de uma visita de campo à Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Copercuc), formada por 271 cooperados, a maioria mulheres, e que produzem doces e geleias com frutas nativas do sertão. “Foi uma excelente experiência que pode ser levada para outros estados como o Piauí.

Francisco destacou o trabalho feito pela Cooperativa. “A Coopercuc nasceu dos movimentos sociais e atualmente tem vinculação com o slow food, que é um movimento que defende a alimentação de qualidade, com mais de 250 cooperados e 2.000 pessoas beneficiadas com assistência técnica e um conjunto de outros benefícios, com forte aproveitamento dos frutos caatinga, principalmente o umbu e o maracujá do mato – ou de raposa como os piauienses conhecem, ou maracujá de caatinga para os bahianos. Destes produtos, eles fazem doces, geleias, compotas e até cerveja no caso do umbu”, declarou. 

O gestor acrescentou que existem outros exemplos no mesmo perfil, como a da unidade de produção de picolés e outra de chás ervas, extratos e temperos concentrados de plantas da caatinga. “Eles estão presentes no mercado com temperos, como verlame e quebra-faca, já conhecidas no Piauí. Com picolés, têm capacidade de beneficiamento de 500kg de fruta por hora e uma diversidade de 45 produtos comercializados”, afirmou Ribeiro.

Durante o fórum, a consultora Andreia Simone participou do treinamento para especialistas em monitoramento novo sistema Data- Fida e avaliou que este será fundamental para o trabalho desenvolvido no Piauí. “O sistema será de extrema importância para o projetos, na medida em que as ações físicas e financeiras desenvolvidas estarão inseridas neste novo sistema, um instrumento de acompanhamento e avaliação de resultados dos projetos Fida no Brasil”, concluiu Simone.

About Adailton Santana

Adailton Santana é Radialista profissional, com o Registro RPR número 8204/BA. Exerce a profissão há mais de 15 anos e é proprietário do Portal Uauá. Site que, há 09 anos, leva para o mundo, notícias e informações locais e regionais, tornando-se o site de maior referencia e o mais acessado na cidade de Uauá e região.