Na manhã desta quinta-feira (08.11), o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do município de Central, na região de Irecê, Aroldo Pereira de Souza, 47 anos, foi morto a tiros quando chegava a sua propriedade rural.Segundo as primeiras informações da polícia, Aroldo foi alvejado quando desceu da motocicleta para abrir a porteira da fazenda. O assassino, que estava de tocaia, acertou três tiros na vítima, que foi atingido no braço, costas e cabeça.Ainda com vida, mas gravemente ferido, o sindicalista foi socorrido para uma unidade básica de saúde na cidade de Central, sendo transferida em seguida para o Hospital Regional de Irecê, onde veio a óbito.Recentemente, Aroldo Pereira havia liderado uma greve de servidores que durou dois meses no município de Central, que fica a 506 quilômetros de Salvador.O sindicalista deixa três filhos, sendo uma criança de um ano e seis meses com a atual esposa.A Polícia Civil de Irecê abriu inquérito para investigar a morte de Aroldo Pereira, inclusive para saber se o crime está relacionado à sua atividade como sindicalista naquela região.