Filadélfia: Radialista é afastado de programa jornalístico em Rádio Comunitária a mando do prefeito, Diz nota:

O Radialista Domingos Neto, que comandava o programa jornalístico “Jornal da Tarde”, na emissora de rádio comunitária de  Várzea do Curral, Filadélfia FM, onde levava ao público filadelfenses as informações sobre o município e região, foi tirado da programação pelos diretores da rádio sem justificativas, Filadélfia em Notícias.
Ainda de acordo com o site, a rádio Comunitária é comandada pelo grupo do atual Prefeito Louro Maia, e o suposto afastamento do radialista teria sido o fato do comunicador noticiar, no programa informativo, a notícia de que o  prefeito é suspeito de ter pagado por prêmio de Instituto investigado por falcatruas, denunciadas a 15 atrás, pelo Fantástico da Rede Globo.
Nota do radialista:
“Olá, boa tarde amigos. Desde já, agradeço pela curiosidade de cada um em querer saber qual o real motivo de minha saída da Rádio local. Não queria me expressar informando qual o motivo, mas respeitando vocês amigos e também pelo carisma que vocês tem pela minha pessoa, o motivo principal foi o seguinte:  (A  imprensa ela tem a livre liberdade de trazer as informações segura e real com toda veracidade e foi isso que sempre fiz a frente do programa Jornalístico ou seja o Jornal do Meio Dia”.
Mas, quando a verdade fala mais alto dói em alguém que não gosta da verdade e foi isso que aconteceu. Na última sexta-feira, quando estava editando o Jornal, recebi uma mensagem da Senhora Caryne, diretora da Rádio, via Whatsapp, dizendo que queria ter uma conversa pessoal comigo, foi quando perguntei se poderia ser naquele momento, isso era de 8:00 pra 9:00 horas da manhã. A mesma disse que não, só poderia falar à tarde.
Eu, com minha responsabilidade apresentei o Jornal e também o novo programa musical o qual ha duas semana já vinha apresentando, o “Transito Livre”. Até ai, tudo bem, foi quando a mesma disse que, o Prefeito Louro Maia, pediu para que ela afastasse a minha pessoa e que eu não fizesse mais parte da Rádio, isso porque em uma determinada edição do Jornal, eu teria ofendido o mesmo, quando eu levei uma informação, que também foi matéria no Fantástico, quando se referia a medalha de mérito recebida por algumas Prefeituras e Câmara de vereadores dos Municípios da Bahia, ocasião em que falei que Prefeituras e Câmaras da região de Senhor do Bonfim que estavam na mira do Ministério Público Estadual.
O atual prefeito não gostou e se ofendeu e como sempre com o seu ato de ditador, que não é novidade para os munícipes de Filadélfia, achou por bem calar a boca de forma desrespeitosa pois só comunicaram a minha saída depois que terminei o Jornal. Mais vida que segue tô aqui firme e forte.
Radialista Domingos Neto