PCdoB sinaliza que vai de Ciro e PSB pode tomar o mesmo caminho

A candidatura de Ciro Gomes (PDT) ganhou fôlego extra nas últimas horas com a entrevista do governador Flávio Dino afirmando que PT, PCdoB e PSB deveriam apoiá-lo. O que deveria causar um estresse no partido foi na verdade um movimento casado. A deputada estadual Manuela D´Avila, pré-candidata à presidência, foi na mesma linha reafirmando que as diferenças com Ciro são pequenas e que a união da esquerda é necessária.

Ainda hoje pela manhã, bem ao seu estilo, Joaquim Barbosa desistiu de sua aventura presidencial com um tweet, o que coloca o PSB à procura de uma aliança.

A tendência natural do partido depois da reestruturação progressista pela qual passou nos últimos meses, seria ir de Ciro. Inclusive porque a principal base do PSB é do Nordeste, como o pré-candidato do PDT.

O PT tende a registrar a candidatura de Lula até 15 de agosto. Não há possibilidade de ser diferente. Lula é inocente e o PT precisa garantir a ele o direito de mostrar isso.

Mas por outro lado, uma parte do eleitorado de Lula pode ir migrando de voto, tanto para Ciro Gomes como para Guilherme Boulos, ao perceber que suas chances de ser candidato diminuem.

A operação eleição começa a ganhar novos caminhos. Pelo campo progressista, duas candidaturas avançaram algumas casas entre ontem e hoje, Ciro e Boulos. E isso pode significar muita coisa lá na frente.

.