Janaína era amiga da ex-mulher de Oliveira e, por isso, aceitou a oferta de uma carona feita por ele, sem que qualquer relacionamento entre os dois fosse identificado antes desse dia

A vítima desapareceu em 28 de julho de 2016, logo após deixar o trabalho. Imagens das câmeras de segurança da área, ajudaram a elucidar seu desaparecimento e morte. Nelas, como explicou o ‘G1’, é possível ver a mulher passando por uma rua e, logo depois, um carro a seguindo. No veículo, estava o policial.

 

Outro depoimento levado em consideração para chegar até Ivo Ferreira de Oliveira, foi o de um um funcionário de um posto de gasolina, que afirmou ter visto o momento em que o automóvel, que possuía placas de Sorocaba, parou ao lado da mulher. Ele disse que Janaina teria conversado com o motorista do carro e entrou no veículo. O corpo dela foi localizadono dia 5 de agosto.

De acordo com as investigações, Janaína era amiga da ex-mulher de Oliveira e, por isso, aceitou a oferta de uma carona feita por ele. Não foi identificado qualquer relacionamento entre os dois antes desse dia.

O subtenente da PM foi identificado durante e preso em 21 de agosto do mesmo ano. Uma perícia também foi realizada no veículo e ficou comprovado que havia várias manchas de sangue no banco e na porta do passageiro, comprovando que ali esteve Janaína antes de morrer.

O comando da Polícia Militar confirmou que expulsou o subtenente e que por não ser mais um oficial, ele deverá ser transferido para um presídio comum e responder às acusações do crime na Justiça Estadual.Noticia ao Minuto