Juazeiro: Prisão de guarda municipal por violência doméstica repercute e autoridades municipais se manifestam

Repercute fortemente nas redes sociais a notícia da prisão de um guarda municipal de Juazeiro (BA) que teria agredido a companheira, no Bairro Alto da maravilha, na noite de ontem (5). Ele foi preso em flagrante e encaminhado à Delegacia.

A Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte (CSTT), em nome da Guarda Civil Municipal (GCM), ressaltou que não compactua com nenhum tipo de violência. “A Assessoria Jurídica da Companhia, juntamente com a Corregedoria da Guarda, irá acompanhar os trâmites do processo até o julgamento e, sendo condenado, o servidor em questão irá sofrer as sanções estabelecidas pelo Estatuto da GCM”, explica a CSTT.

A inspetora-chefe da Guarda Civil Municipal de Juazeiro, Josilene Lins disse que repudia veementemente qualquer tipo de violência, principalmente se for contra mulheres. “Estamos em constante debate com diversas organizações públicas e privadas acerca dos direitos humanos e do papel da mulher na sociedade, não toleramos esse tipo de comportamento, principalmente de um agente da segurança pública. Eu, como mulher, jamais serei conivente com situações dessa natureza“, declarou a inspetora-chefe.