Citado como responsável por uma suposta ameaça de morte contra o dono do site Tribuna de Lauro de Freitas, Fernando Lima, o funcionário da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) Davi Leite nega a acusação. De acordo com Lima, ele teria falado com a prefeita do município Moema Gramacho (PT), que, por sua vez, teria encomendado o assassinato. Em contato com o Bahia Notícias, Leite disse que Lima “tem vários processos nas costas” e “tem costume de difamar as pessoas”. “Esse cidadão é um verdadeiro rapaz sem credibilidade nenhuma”, aponta.

Fotos: PrintScreen / Tribuna de Lauro de Freitas

 

A briga começou em um grupo de Comissão de Direitos Humanos da cidade. Lima criticou um cartaz supostamente postado pela prefeita, que também estaria no grupo, e foi rebatido por Leite. A partir daí, os dois entraram numa discussão pública, com uso de linguagem de baixo calão até que Lima foi excluído do grupo. Até esse momento, é possível ver o nome de Leite identificado no contato associado. No entanto, quando a conversa passa a ser privada, só é possível ver o nome do rapaz. Lima explica que foi Leite quem o procurou e que salvou o número “para registrar todos os seus ataques e difamações”. “Se prepare, falei com Moema e já tem gente dela que vai cuidar de você” e “Vamos tirar você de circulação” foram algumas das mensagens enviadas pelo contato Davi Leite ao dono do portal. Após frisar que a conversa foi montada por Lima, Leite disse que registrou um Boletim de Ocorrência e que a situação será resolvida na Justiça.