Depois de rolar boatos na cidade e proliferarem mentiras que o programa do radialista Adailton Santana estaria suspenso por determinação da presidência da rádio, o presidente da Associação Comunitária Luz do Sertão FM 87,9 MHz, José Carlos (Carlinhos) afirmou não haver nenhuma determinação de que o mesmo não iria ao ar e de que poderia estar o comunicador impedido de apresentá-lo.

O presidente autorizou o radialista a seguir o curso normalmente e corroborando o que já foi discutido em reunião de pauta dos locutores que o comunicador evitasse polêmicas e não falasse acerca de assuntos inerentes a Câmara em caráter opinativo, o que tem sido feito,  entranto, o que aconteceu na semana passada, foi apenas uma defesa do comunicador que foi caluniado, atacado moralmente em transmissão ao vivo pela rádio, da sessão da Câmara de Vereadores, quando o presidente da Casa de forma torpe e cruel atacou a pessoa do radialista com palavras depreciativas, levianas,  falsas e acusações contra o comunitário, corroborado por outro vereador aparentemente aliado aos seus assuntos, fato  que tem sido “condenado” pelas pessoas por ser o veículo de comunicação, ferramenta utilizada pelos edis para discutir assuntos pessoais com o comunicador utilizando da referida rádio. 

“Adailton, estou solidário a você, entendo que o que tem passado não é aceitável acontecer nem com você nem com ninguém, como presidente desta radio lhe asseguro que não compactuamos com isso, e o que fizeram contigo nao deve acontecer. Me coloco a disposição para ver essas questões em assembléia ora já convocada para está terça (19).  Quero dizer que siga firme, continue seu trabalho, pois, você não fez nada de errado, pode apresentar seu programa normalmente, pois, ninguém vai lhe puxar o tapete, ninguém vai lhe tirar da rádio, como querem fazer, faça seu programa normalmente e tudo será resolvido”, disse o presidente Carlinhos em contato com o radialista. 

Embora tenha ocorrido algumas “coisas estranhas” no horário do programa nesta segunda-feira (18), e inicialmente tenha sido tocadas apenas músicas, o programa Sintonia 87 entrou no ar por volta das 12:55hs, e o comunicador seguiu apresentando o programa normalmente  sem nenhuma interrupção, a não ser em alguns momentos que se ouvia nitidamente o barulho de martelo batendo, era  o presidente Carlinhos trazendo novidades nos studios, fixando dois quadros de obras de arte do Artista Marcelo Dantas homenageando o comunicador e outros colegas. O que foi exaltado pelo radialista, “é isso que temos que divulgar, as obras de arte de nossos artistas os trabalhos culturais daqueles que, inclusive, também trabalham obras de arte com os pacientes do caps, que levam pra casa aprendizado desses que são pessoa importantes na construção de uma Uauá melhor. Parabéns Marcelo Dantas e a todos os artistas” disse o comunicador que feliz da vida não só viu seu nome ser estampado em obras de artes de conceituados artistas. E que  também viu recentemente muitas pessoas saírem em sua defesa pelo que tem sofrido de censura nos últimos dias. 

O comunicador Marcos Aurélio da cidade de Casa Nova, ao saber do que foi feito com o comunicador pelo vice-presidente da rádio, fez de forma livre e espontânea, uma declaração sobre o que sabe sobre a idoneidade do radialista Adailton Santana. “Boa tarde meu amigo Adailton Santana, boa tarde a todos, pra quem não me conhece sou Marcos Aurélio, também sou radialista aqui em Casa Nova, conheço a capacidade a seriedade de Adailton Santana. Sou também presidente do Conselho Comunitário  de Segurança Pública de Casa Nova, quero aqui dar o meu apoio total ao meu amigo Adailton Santana, quero dizer Adailton que infelizmente acontecem essas coisas ainda, nós não devemos permitir, você não deve permitir, existe a Promotoria Pública, existe também associações, apoio de radialistas, então procure os órgãos competentes, procure a população, que eu sei que seis ouvintes, a população de Uauá que conhece seu trabalho possa não deixar que isso aconteça, que pessoas que estão a frente de uma rádio comunitária que se sentem donos… Como vice-presidente de uma entidade não poderia agir dessa forma. Quero aqui esternar meu apoio e meu repúdio a essa ação produzida pelo vice-presidente da rádio. 

A advogada Áquila Almeida também saiu em defesa do comunicador e disse também já ter sofrido algo parecido: ” Ontem os ouvintes que acompanhavam o programa do radialista Adailton Santana na rádio comunitária luz do sertão fm se pegaram surpreendidos com a intervenção inusitada, desrespeitosa, constrangedora e aviltante do seu vice-presidente, o senhor Francisco Tavares popularmente conhecido aqui em Uauá como prolepses,  um sujeito repleto de contradições: enquanto se arroga com falsa pompa da condição de sindicalista democrático, na prática arrota arrogância e autoritarismo, não hesito em dizer, é um déspota disfarçado; seus discursos travestido de boas intenções são uma completa farsa! Ontem, conforme disse, prolepses invadiu o programa do radialista, se assenhorou do microfone e pasmem: interrompeu sem quaisquer constrangimentos a fala do sr. Adailton Santana e disse que ele estava suspenso de fazer quaisquer intervenções naquele meio de comunicação, sob a alegação de que o radialista estaria utilizando o espaço para interesses particulares, isso porque o sr. Adailton resolveu exercitar o seu direito de defesa após ter sido atacado pela tropa de parlamentares da oposição que semanalmente ocupam espaço cativo na mesma rádio para ofender a imagem de qualquer um dos dirigentes do executivo ou de quem comunga com o projeto de mudança defendido pela atual gestão. Estarrecedor, entretanto, não me surpreende! o covarde prolepses é vezeiro em práticas como essa. Nunca irei esquecer do dia em que o mesmo bateu as portas da rádio comunitária na minha cara quando intentei apresentar um programa junto a algumas mulheres de Uauá, num ato desenfreado de total desrespeito, à época prolepses fechou a rádio e suspendeu toda a programação, que pelo que sei segue de manhã até à noite de forma ininterrupta, sem justo motivo apenas ao sabor do seu bom alvedrio e vontade.  Já ali prolepses nos dava mostras da sua face ditatorial e opressora ao tentar emudecer brutalmente nossa voz e digo brutalmente porque não há nada mais grave e agressivo numa democracia do que a imposição do silêncio a quem anseia e quer ter voz! esse fato aqui explicitado foi noticiado nas redes, mas nada foi feito, nenhuma intervenção pontual dos dirigente da rádio no sentido de frear a sanha ditatorial do seu vice-presidente, ao revés, prolepses se manteve no mesmo espaço, ocupando a mesma posição e praticando as mesmas imposturas sindicais que ele diz representar para fazer pronunciamentos igualmente políticos porque todo mundo sabe que prolepses tem lado e partido, é um verdadeiro pelego, um sindicalista as avessas, portanto, seu discurso não ressoa na sociedade, porque despido de legitimidade, de credibilidade.

O vice-prefeito João Alves escreveu:: “Muito triste com  o que aconteceu!

– Mesmo que tivesse havido um “crime” praticado pelo locutor Adailton Santana, coisa que não houve, poderia o seu vice – presidente ter esperado o programa terminar para dialogar sem passar uma imagem tão negativa para seus ouvintes. Lamentável.  Solidário ao nosso tão respeitado locutor/radialista, Adailton Santana.

O prefeito da cidade também comentou: Estimada Dra. Áquila Emanuelle, sabemos que são as ações e atitudes cotidianas – bem mais do que os ‘esbravejos’ de qualquer oratória, por óbvio – que nos possibilitam (e aos ‘outros’) formar qualquer juízo de valor objetivo a respeito de nós mesmos e dos ‘outros’ com quem interagimos na vida social e diante da dialética das pautas públicas.
Assim sendo, fico a imaginar quão desarazoada e sem propósito a ofensiva sofrida pelo comunicador Adailton Santana – e não apenas ele – enquanto cidadão de Uauá e pessoa de bem que tem opiniões próprias, talento profissional e valor na sua condição fundamental de pessoa humana, antes de qualquer coisa!!!
Assim, além de ter o direito elementar ao respeito e à livre manifestação de sua vontade, sobretudo no exercício de seu ofício de comunicador, responsável que é por suas ações e atitudes, fico a imaginar a que ponto chega a loucura megalomaníaca de quem se coloca acima do bem e do mal para travestir de opinião coletiva aquilo que resulta dos resquícios do autoritarismo e da prepotência de quem não tolera conviver com o diferente, o contraditório e a dialética dos processos públicos e democráticos!!!
E, assim, na espécie de divã do enfrentamento psicoterápico das sandices que pautam e atravancam o correr das coisas na vida pública municipal, sobretudo, como parece ser hoje a ágora do facebook, fico a pensar em quantas verdades seu texto e postagem hoje nos permite vislumbrar a cerca de uma personagem que necessita ser decodificada e – quem sabe!? – até mesmo responsabilizada pelo sem-fim de neuroses compartilhadas pela milícia dos “sem identidade” que se acovardam e se escondem em perfis falsos para – em Uauá – atingir a honra e a reputação de pessoas de bem, tão somente apoiadas na vã ilusão de que podem encontrar abrigo na impunidade dos anônimos covardes!!! 
Hoje, doutora, a senhora puxou a ponta do fio da sensatez com que haveremos de convocar para a planície os vermes do subsolo e da imundície de uma politicagem que já causou incontáveis prejuízos para a autoestima, os sonhos e a força da população uauaense!!!
Avante, José Adailton B de Santana!!! Quem não sabe transitar entre a vitória e a derrota, convivendo com o diferente, o altero e o divergente, certamente não tem moral ou autoridade para sequer pretender dialogar, quanto mais impor-se pela violência injustificável da retórica de mera conveniência!!!
O tempo é o remédio para todas as feridas!!!

Fraterno abraço e bom final de semana, amigas e amigos!!!
Comunicador Antônio Silva disse: Minha solidariedade ao colega Adailton Santana.

Já outra internauta comentou:  Não sei o que tá acontecendo com ele,  não o conheci dese  jeito e agora é outro. Remédio de doido é doido e meio.

O internauta “Sidiney Silva Elisania Almeida Silva disse:  Parabéns    Áquila Emanuelle  pela sua coragem  de fala tudo  isso e muito lindo  pois  as injustiças  com esse amigo    Adailton Santana  isso e lamentável!  Issso ai vc sempre arrasando  com a verdade! Adorooo

Outros internautas se manifestam em rede social, já alguns moradores tem procurado pessoalmente a direção da rádio pra que essas picuinhas acabem e que a rádio possa continuar o trabalho de construção de uma sociedade mais justa e igualitária sem “censura” e perseguição a ninguém.

Como forma de evitar quaisquer “polêmicas”, inclusive envolvendo o comunicador, antes da assembléia ser realizada, o radialista mostrou ao presidente da rádio uma proposta de programa que tende a trazer mais entretenimento, dinamismo e principalmente, poder ajudar ainda mais as pessoas. Um programa de caráter informativo com mais enriquecimento cultural que pode ser levado ao ar nos próximos dias. Na quarta-feira (20), o comunicador não apresenta o programa por estar em diligência de serviços da prefeitura no horário, que realizará neste dia o ” Natal na praça”, também aguarda decisão sobre a programação que seria discutida em assembléia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Captcha Captcha Reload