O local conhecido como ‘Prainha’, na Orla II de Juazeiro (BA), palco de várias mortes por afogamentos, agora tem placas informativas alertando as pessoas que utilizam o local para banho. Mas isso não tem mudado o cenário de perigo e mortes por afogamentos continuam sendo registradas na área.

Para debater o tema, foi realizada na noite de ontem (7), na Câmara Municipal de Juazeiro a Audiência Pública com a temática: “Segurança nas Ilhas e Balneários do Rio São Francisco em Juazeiro”. O proponente, Domingão da Aliança explicou o motivo da realização da audiência e sua importância. “O objetivo desta ação de hoje é que a gente possa lutar contra essas mortes que acontecem na nossa região. Há um ano e um mês eu perdi meu filho no balneário chamado prainha, desta data pra cá existiram outras mortes. A nossa proposta é que sejam contratados mais guardas vidas fixos para cobrirem as áreas de banho, sabemos que o efetivo dos Bombeiros não é suficiente. Não podemos sair daqui sem solução”, frisou.

O 9º grupamento de Bombeiros Militares (GBM) já informou várias vezes que a área é imprópria para banho. Durante seu discurso, o comandante do 9º GBM, major, Tarcísio Ribeiro, destacou a necessidade de conscientização. “Para melhorar ainda a prevenção, já que o retorno da comunidade é muito pouco, as pessoas ainda não entenderam do perigo. É interessante que sejam contratados salva vidas municipais. É preciso que todos colaborem. Os bombeiros têm realizado sua parte. Sábados, domingos e feriados têm atuado nessas áreas de risco”, ressaltou.

Mesa

Além dos vereadores da casa e familiares que tiveram parentes que perderam a vida vitimas de afogamento, participaram da audiência o diretor presidente da Companhia de Transito e Transporte (CSTT), Damião Medrado; o secretário municipal de cultura, turismo e esportes, Sérgio Fernandes, que também representou o prefeito Paulo Bomfim; o capitão-tenente Sílvio Miranda, representando a Agencia Fluvial da Marinha do Brasil em Juazeiro; o major Tarcísio Ribeiro, comandante do 9º Grupamento de Bombeiro Militar; o capitão Paulo Sá, representando o comandante da 73º Companhia Independente de Polícia Militar, Major Almeida. (fotos/divulgação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Captcha Captcha Reload