UAUÁ TEM REPASSE DOS RECURSOS DO FPM SUSPENSOS

A notícia chegou na manhã desta sexta-feira e causou grande preocupação à Gestão Municipal, que já está tomando todas as providências judiciais cabíveis, na esfera Estadual e Federal, para que a municipalidade não sofra prejuízos.A suspensão se deu por conta da irresponsabilidade do ex-prefeito e sua equipe, que não enviaram as informações contábeis – do […]

A notícia chegou na manhã desta sexta-feira e causou grande preocupação à Gestão Municipal, que já está tomando todas as providências judiciais cabíveis, na esfera Estadual e Federal, para que a municipalidade não sofra prejuízos.
A suspensão se deu por conta da irresponsabilidade do ex-prefeito e sua equipe, que não enviaram as informações contábeis – do exercício 2016 – ao SIOPS(Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde). O prazo para que a administração anterior fornecesse essas informações era 30/01/17. Como não foi cumprido, o Município ajuizou uma ação e conseguiu uma liminar, no dia 06/03/17, obrigando o ex-gestor a cumprir sua obrigação, no prazo de 24 horas, sob pena de multa diária de R$5.000,00(cinco mil Reais) e demais sansões judiciais.Somente por força da Lei, as tais informações apareceram, porém em forma de relatórios(e não de dados, como deveria) de maneira incompleta e em arquivos incompatíveis com o sistema. Ou seja, na prática, esse encaminhamento falho não serviu para evitar que o repasse dos recursos fosse suspenso.Embora nos demonstrativos do site do Banco do Brasil constem tais recursos, eles não foram creditados na  conta do Município e, consequentemente, não poderão ser utilizados.E a situação ainda pode piorar, pois os recursos vinculados à Saúde também estão na iminência de serem suspensos, pelo mesmo motivo.Uauá pode pagar caro, pela irresponsabilidade do ex-Prefeito Olímpio Cardoso Filho e sua equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload