Prefeito Lindomar Dantas participa de Abertura dos trabalhos do Poder Legislativo

MENSAGEM DE ABERTURA DA SESSÃO LEGISLATIVA DE 2017 Uauá-BA, fevereiro de 2017 MENSAGEM N.º 01/2017 ABERTURA DA SESSÃO LEGISLATIVA DE 2017 Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Uauá, Estado da Bahia, Vereador RODRIGO GONÇALVES DE SOUZA SILVA. Excelentíssimos Senhores Vereadores Secretários Municipais e Servidores, Autoridades Presentes, Lideranças do Município, Ouvintes da Rádio Comunitária Luz […]
MENSAGEM DE ABERTURA DA SESSÃO LEGISLATIVA
DE 2017
Uauá-BA,
fevereiro de 2017
MENSAGEM N.º 01/2017
ABERTURA DA SESSÃO LEGISLATIVA
DE 2017
Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara
Municipal de Uauá, Estado da Bahia, Vereador RODRIGO GONÇALVES DE SOUZA SILVA.
Excelentíssimos Senhores Vereadores
Secretários Municipais e Servidores,
Autoridades Presentes,
Lideranças do Município,
Ouvintes da Rádio Comunitária Luz do Sertão FM
Meus Queridos Amigos e Amigas de Uauá,
É com
muita honra que trago a essa Augusta Câmara de Vereadores a Mensagem do Poder
Executivo para abertura da Sessão Legislativa.
Aos
vereadores que trazem as experiências de outras legislaturas, Carlinhos de
Moisés, Emerson Morais, Jerônimo de Oséas e Rosevaldo Loiola e aos que ora
iniciam o primeiro mandato, Alef Alves, Rodrigo Gonçalves, José Antônio,
Genilson Gonçalves, Nilson Andrade, João de Davi e Lula Lima, desejo que
desempenhem seus mandatos e cumpram da melhor maneira as funções que nos
permitem discutir questões locais, elaborar leis e fiscalizar o Executivo, para
que cumpramos com perfeição o que determina a Constituição Federal e a Lei
Orgânica do Município.
Hoje,
esta que é a Casa do Povo, abre suas portas para começarmos a discutir Uauá, a
Uauá que se é, e a Uauá que representa os nossos anseios. Esperamos para tanto,
por parte dos nobres Vereadores, o zelo pela relação independente e harmônica
entre os Poderes que formam os pilares da administração municipal, para que
juntos possamos alcançar o principal objetivo pelo qual cada um de nós foi
eleitos enquanto mandatários do povo, que é o de promover o bem de todos os
cidadãos uauaenses, garantindo a eles o efetivo exercício dos direitos sociais
e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar social, o desenvolvimento,
a igualdade e a justiça.
Que
não nos falte disposição política para o diálogo, entendimento e negociação,
nem maturidade quanto aos interesses legítimos da sociedade, para, superando
barreiras partidárias e divisões de menor interesse, podermos resgatar o desenvolvimento
de nossa terra.
Eduardo
Galeano, escritor Uruguaio conhecido por ter sido um dos grandes nomes que se
atreveu no campo político a dar voz à América Latina e suas “Veias Abertas”,
prenunciava com pontual sapiência, sobre um novo mundo possível, que está na
barriga deste, esperando. Um novo mundo que carrega esperança de dias melhores.
“É um mundo diferente. Diferente e
de parto difícil. Não é fácil o seu nascimento. Mas, com certeza, ele já pulsa.
É um outro mundo que ‘pode ser’, pulsando no mundo que ‘é'”. E dizia ainda
mais: “Alguns me perguntam: O que vai acontecer? E depois? O que vai ser?
E eu respondo simplesmente o que vem da minha experiência: Bom… Nada. Não sei o
que vai acontecer. E tampouco me importa muito o que vai acontecer. O que me
importa é o que está acontecendo. Me importa o tempo que é. E o que ‘é’ é esse
tempo que se anuncia sobre outro tempo possível que acontecerá”.
Hoje,
inspirado nas palavras de Eduardo Galeano, me importa dizer-lhes sobre esse
novo tempo que se anuncia, tempo de travessia, de apostar no futuro, de
acreditar que pela força dos nossos sonhos um nova Uauá também irá nascer: una,
indivisível, uma Uauá diferente, de parto não tão fácil, mas que já pulsa a
iminência de acontecer. Porém, são muitos os desafios a serem enfrentados.
Nos
últimos anos Uauá sofreu com a omissão do poder público municipal, que descurou
em cumprir o seu múnus constitucional de governar atendendo aos interesses da
municipalidade. Recebemos o município em situação de instabilidade administrativa
e financeira, revelada de maneira mais clara a nossa equipe de Governo desde
esse início de gestão pública.
O
cenário é o de completo sucateamento da máquina pública, que durante muito
tempo foi colocada a serviço de interesses escusos, espúrios e não a serviço
dos reais interesses do povo de nossa terra. 
Na
educação encontramos escolas em péssimo estado de conservação, ônibus que fazem
o transporte escolar sucateados, o mesmo transporte escolar que foi alvo de uma
CPI aberta por esta Casa Legislativa para investigar as quilometragens
superestimadas. Vivenciamos por este período um verdadeiro processo de
judicialização da vida pública.  No caso
da CPI dos transportes, ingressamos com uma representação junto Ministério
Público Federal para buscar a responsabilização dos verdadeiros causadores de
danos ao erário. Não podemos deixar de mencionar também sobre a operação ‘Águia
de Haia’ que apura os ilícitos e improbidades administrativas perpetradas por
gestores irresponsáveis – a exemplo de uauá – e que investiga a destinação dada
aos recursos do FUNDEB, que ensejou, igualmente, a atenta e zelosa intervenção
do Ministério Público Federal.
Na
saúde encontramos uma situação precária, na verdade caótica, falta de
informações acerca da gestão passada, ausência de medicamentos, as necessidades
mais básicas e primárias na saúde não estavam sendo supridas. O prédio do
Hospital Dr. Jair Braga está depreciado, equipamentos sucateados, inoperantes.
As Unidades de Básicas de Saúde – PSF’s – foram encontradas em situação
precária, em péssimas condições de funcionamento.
A
situação financeira do município também é caótica e precária, encontramos em
caixa o montante disponível de R$ 1.293.556,23 (um milhão duzentos e noventa e
três mil quinhentos e cinquenta e seis reais e vinte e três centavos), o que é
insignificante frente ao passivo (em restos a pagar) na ordem de R$
2.674.708,67 (dois milhões seiscentos e setenta e quatro mil setecentos e oito
reais e sessenta e sete centavos). Afora isso, apuramos, apenas em relação ao
exercício de 2016, dívidas com a Previdência no valor de R$6.348.287,55 (seis
milhões trezentos e quarenta e oito mil, duzentos e oitenta e sete reais e
cinquenta e cinco centavos).
Herdamos
uma dívida com a Coelba na vultosa quantia de R$1.112.318,18 (um milhão cento e
doze mil trezentos e dezoito reais e dezoito centavos), sem contabilizar outros
débitos que ainda não foram incorporados, a exemplo da dívida com a Embasa no
importe de R$198.251,18 (cento e noventa e oito mil duzentos e cinquenta e um
reais e dezoito centavos), totalizando assim um rombo nas contas públicas de
quase 10 milhões!
A despeito da dívida previdenciária, é importante
ressaltar que com o município em débito com INSS, a Prefeitura não consegue
adquirir as certidões da Receita Federal, necessárias para receber recursos
federais (convênios, emendas parlamentares). A gestão anterior já estava há
mais de um ano sem essas certidões e, consequentemente, impedida de assinar
convênios, pois o município estava incluso no Cadin. Nosso
Governo num grande esforço, e
com vistas a solucionar esse impasse que inviabiliza as atividades da
administração pública, conseguiu na Justiça, através da nossa Procuradoria
Jurídica e suporte de assessoria técnica, uma liminar concedendo ao poder
público municipal autorização para que se realize um novo parcelamento do
débito junto ao INSS, sem precisar efetuar o pagamento de 20% da dívida
administrativa.  Imperioso consignar
nesse sentido que a persistência desses elementos de pendência junto ao Cadin
poderá ensejar, para este município, num prejuízo estimado de mais de 10
milhões de reais. Sem tais recursos, portanto, como poderemos pensar nos
investimentos estruturantes para Uauá?
O
maquinário pertencente ao município e à disposição da Secretaria de Infraestrutura,
Obras e Serviços Públicos, grande parte está sucateado; outra parte,
necessitando de alto investimento para sua recuperação, o que vem, nesse início
de gestão, prejudicando a prestação de serviços essenciais – tais como
recuperação das estradas vicinais e limpeza de aguadas, de extrema importância
para todos nós.
Os
prédios públicos, de modo geral, encontram – se em péssimo estado de
conservação; as instalações são insalubres, não há móveis suficientes para
atender à demanda dos órgãos e os que existem estão deteriorados; não há
equipamentos suficientes, enfim, o ambiente não é propício para o eficaz
desempenho dos servidores na Prefeitura.
Inclusive,
todas essas informações – a despeito da situação em que encontramos o município
– serão disponibilizadas para acesso ao público, bem ainda estamos preparando
representações a serem remetidas ao Ministério Público Federal para que sejam
apuradas eventuais irregularidades, de modo a estabelecer com clareza o marco
zero da Administração ora em curso.
Destarte,
Nobres Vereadores, apesar dos desafios e problemas que levaram o novo governo a
decretar emergência financeira e administrativa, o município luta para
recuperar seu dinamismo e soma esforços para valorizar seus servidores,
recuperar a regularidade da vida pública e atender à população através de
serviços essenciais e de qualidade.
Numa metáfora possível, penso que nossa Uauá é um
trem, que precisa andar nos trilhos do desenvolvimento, rumo a um novo tempo: o
tempo da mudança. Mas é preciso, para que esse trem ande de maneira segura, sem
parar no meio do caminho, que cuidemos bem da locomotiva que puxa todos os
vagões. Precisamos ajustar essa máquina, fazer toda a manutenção preventiva e
corretiva, para que essa viagem, rumo ao futuro, seja bem sucedida,
satisfatória e agradável a todos os passageiros desse trem: o povo de Uauá.
Precisamos de cautela e paciência para que cheguemos bem ao nosso objetivo:
fazer brilhar a Pátria dos Vagalumes.
Tenho
convicção de que fui eleito para ajudar nessa viagem, para atender aos anseios
do povo dessa pátria, que, cheio de esperança, viu na minha pessoa um
representante dos seus ideais, capaz de aglutinar recursos que nos permitam
resgatar a credibilidade deste município e promover o desenvolvimento e a
cidadania do povo de Uauá.
Estou
no segundo mês de exercício do mandato para o qual fui eleito e tenho
trabalhado incansavelmente, ao lado da equipe de governo que criteriosamente
escolhi para cumprir a missão a mim confiada, adotando medidas práticas e
singelas que nos possibilitam implantar o equilíbrio, eficiência e a
transparência na gestão das contas públicas que irão, a curto, médio e longo
prazo impactar positivamente no cotidiano da sociedade uauaense.
E
dentre tais medidas, faço destaque à realização, pela Prefeitura, da série de
processos licitatórios, na modalidade de pregão presencial, para aquisição de
bens e prestação de serviços públicos. Processos que estão sendo conduzidos de
forma ética e responsável, com lisura, participação popular, obedecendo às determinações
legais e princípios fundamentais que norteiam as atividades da Administração
Pública. Estamos, deste modo, ajudando a alargar o horizonte da transparência
na aplicação dos recursos públicos, perseguindo o justo resultado dos
procedimentos licitatórios com maior benefício para o município.
Na
licitação específica para a compra de combustível, por exemplo, destaco que
participaram empresas locais que tiveram a oportunidade de apresentar suas
propostas de preço para uma comissão de licitação tecnicamente qualificada.
Numa sequência de mais de 40 lances de preços que fizeram valer os princípios
públicos e preservaram os interesses da municipalidade, a etapa competitiva foi
finalizada com a empresa que ofereceu o menor preço, no valor de R$1.671.495,00
(um milhão seiscentos e setenta e um mil quatrocentos e noventa e cinco reais),
significando redução de 14% (quatorze por cento) da proposta inicial, ou seja,
uma economia de R$311.905,00 (trezentos e onze mil, novecentos e cinco reais)
em favor dos cofres do município.
Sabemos,
entretanto, que não é só economizando que iremos alcançar nossos objetivos, por
isso tenho me reunido constantemente com lideranças políticas regionais e
representantes do Governo Estadual e Governo Federal para garantir recursos e
investimentos para Uauá, o que já nos rendeu bons frutos – como o compromisso
de liberação de recursos federais para a retomada e conclusão de obras
paralisadas, por razões técnicas e/ou financeiras, bem como a aquisição de novo
Aparelho de Raio-X e moderna Sala de Estabilização (Sala Vermelha) para equipar
o Hospital Municipal.
E
porque acredito neste trabalho de articulação político-institucional, conclamo
a necessária união desta Casa Legislativa ao Executivo Municipal para
campearmos emendas parlamentares e recursos de interesse da municipalidade
junto a partidos e parlamentares que nos possibilitem viabilizar investimentos
estratégicos em áreas prioritárias do município (saúde, educação, assistência
social e infraestrutura).
No
mesmo sentido, numa perspectiva mais ampla, vale destacar, as estruturas da
Prefeitura, desde a aurora desta gestão, deliberadamente manteve portas abertas
para recepcionar seus munícipes, servindo de palco para o protagonismo de
inúmeras associações, sindicatos e entidades que se propõem a aglutinar forças
e fazer o enfrentamento das questões públicas imprescindíveis para este
município. 
Demais
disso, estamos restabelecendo as parcerias do Poder Público com a Iniciativa
Privada para garantir a imediata retomada de obras estruturantes no município:
pavimentação urbana (sede e interior), construção de creche, restruturação de
unidades básicas de saúde, construção do CRAS, retomada e finalização de
quadras cobertas nos Povoados de São Paulinho, Sítio do Tomaz e Caratacá, bem
como a construção de 60 banheiros sanitários domiciliares (FUNASA).
Inclusive,
Nobres Edis, na data de 10.02.2017, conclamei reunião com representantes de
empresas do ramo da construção civil para rediscutir as questões a que acabo de
aludir, com quem o Município pactuou documentalmente a retomada de todas as
obras contratadas, observado o prazo limite de 10 dias úteis para novas
medições in loco
Ademais,
segue em curso a sóbria releitura do panorama da Educação Municipal, requerendo
análise minudenciada do conjunto de temas e controvérsias a ser enfrentadas por
todos nós, gestores, entidade de classe e população em geral.
Neste
contexto, tratamos de realizar o georeferenciamento das linhas de transporte
escolar, revisando itinerários e quilometragens para assegurar a qualidade da
prestação de serviço, bem como trabalhamos para viabilizar a realização da
Jornada Pedagógica de 2017 que trará como tema “Educação com Pé no Chão do
Sertão”, objetivando rediscutir com profissionais e a comunidade as diretrizes
educacionais e o modo de conceber a educação em nosso município.
E,
claro, pela primeira vez na história municipal, a contratação da empresa
responsável pelo evento pedagógico aludido ocorrerá através de processo
licitatório, com ampla fiscalização pública, feito de forma transparente,
atendendo aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade
e eficiência, assim qualificando a res
pública
.
Aliado
a isto, junto à Secretaria de Educação do Estado, o Município, por intermédio
da coordenação da NRE-10, dinamiza diálogo a favor do processo de
municipalização do Ensino Fundamental, inclusive porque acreditamos – junto com
a comunidade – que tal processo contribuirá sobremaneira para aumentar o número
de alunos na rede municipal, incrementando recursos que ajudarão a
municipalidade equacionar alguns dos problemas estruturantes da Educação.
Dentre
as ações desenvolvidas pela Secretaria de Saúde, promovemos com ineditismo, no
início do mês de janeiro, a vacinação coletiva contra as patologias (tétano,
tríplice e febre amarela) a que se sujeitam os profissionais da limpeza pública
municipal. Além de cumprir nossa obrigação institucional, através de simples
ação estratégica nos foi possível assegurar cidadania e dignidade a nossos
servidores.
Ademais, garantimos para a municipalidade considerável
remessa de remédios, de modo a suprir a Farmácia Básica e o CAPS. Entre os
medicamentos disponíveis: vitaminas, pílulas, antibióticos, anti-inflamatórios,
analgésicos, remédios de uso contínuo (pressão arterial, diabetes, etc.).
Já no
que concerne ao transporte de pacientes à Capital do Estado, firmamos parceria
com a empresa Falcão Real, assegurando conforto e segurança aos munícipes que
tratam da saúde para além das fronteiras deste município. E para abrigar pacientes
que necessitam de hospedagem e amparo psicossocial, disponibilizamos Casa de
Apoio na cidade de Salvador com boa localização e pessoas qualificadas, com
acesso direto a rede hospitalar, para melhor atender e encaminhar pacientes aos
médicos especialistas para um adequado tratamento de saúde. 
Também
em janeiro conseguimos a marcação de 121 (cento e vinte e uma) consultas com
especialista e exames médicos para atender nosso povo no Polo Regional de
Juazeiro e Petrolina.
No
setor de Infraestrutura, Obras e Serviços Públicos, começamos a gestão
realizando força-tarefa denominada ‘Operação, Cidade Limpa, Povo Feliz’ que
culminou com a retirada de mais de 520 caçambas de entulhos de vias públicas,
assim como a manutenção e recuperação de grande parte das luminárias em espaços
públicos.
Nossos
serviços se estenderam às comunidades pavimentadas do interior do município.
Nessas localidades levamos a podagem de árvores, a limpeza de terrenos baldios,
a escovação e a varrição das ruas, a pinturas de meio fio e demais ações de
melhoria infraestrutura e aspecto visual da cidade. Somado a isto, instituímos
calendário fixo para a coleta do lixo doméstico que resultou no recolhimento de
720 toneladas de lixo, apenas no mês de janeiro.
Igualmente
importante foi a reestruturação das Unidades de Saúde da Família (PSF) no
Povoado São Paulinho e nos bairros da Vila dos Gomes, da Lagoa e nas
instalações do CAPS, no Alto Conselheiro. Todos esses equipamentos se
encontraram em situação de extremo abandono e depreciação; sem condições
básicas de funcionamento.
Na
mesma linha de ação estratégica de infraestrutura, promovemos o patrolamento
das estradas vicinais nos trechos que ligam Uauá a São Paulinho, Caldeirão da
Serra a Serra da Canabrava e Caraíbas Metais, passando por Bonito e
Caldeirãozinho. Tais estradas, todos sabem, eram intransitáveis e causavam
enormes prejuízos à população local.
Junto
a Agrovale logramos êxito na parceria que resultou na doação de 200 (duzentas)
mudas de plantas nativas que serão utilizadas para o aformoseamento dos espaços
públicos, bem como destinadas (em parte) à criação de canteiro de mudas para
distribuir pelo município.
No
tocante ao fortalecimento da identidade cultural de Uauá, Nobres Edis, importa
sublinhar o nosso compromisso público na realização dos festejos tradicionais
das comunidades de Riacho de Pedras, Poço do Vieira, São Paulinho e Caititus.
De
forma inédita, através do Projeto “Prefeitura em Movimento”, além da
programação musical, foram realizadas ações de cidadania que levaram serviços
de limpeza pública e poda de árvores, atenção à saúde (consultas, vacinas e
orientações), bem como dinâmicas e jogos educativos com crianças e idosos;
cuidados estéticos e a apresentação cultural da Fanfarra FANGE, por outro lado,
garantiram a interação de crianças, jovens e adolescentes da cidade com o
público especial das comunidades do interior. Os resultados foram
surpreendentes.
Na
dinâmica cultural do nosso município, portanto, se projeta uma nova
perspectiva. Tradição das comunidades se revigora com a força da criatividade,
ousadia e articulação dos recursos múltiplos das diferentes secretarias de um
governo que atende à população com respeito e dignidade. A cidadania ganha
destaque, Excelências.
Objetivando
implantar projetos sociais de construção de casas e loteamentos populares,
ainda no mês de janeiro, através da Secretaria de Agricultura, em parceria com
o IDESA e o Banco do Brasil, iniciamos a gestão com a inauguração de 48
(quarenta e oito) unidades habitacionais pelo Programa Nacional de Habitação
Rural (PNHR), na comunidade de Boa Vista, região de Arraial.
Na
oportunidade, realizamos o credenciamento do município para construção e
inauguração de novas residências, de modo a atender déficit habitacional que
apuramos existir em Uauá.
Neste
sentido, através da Secretaria
Municipal de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, solicitamos minucioso
levantamento socioeconômico para fins de identificar famílias, no interior do
município, sobretudo, em condição de vulnerabilidade social, pois é nosso
interesse investir na implementação de políticas públicas que promovam o acesso
da população de baixa renda a direitos sociais fundamentais básicos, como o
acesso
à moradia e terra urbanizada, através de um modelo de cadastro único, alertando
que, dentro da política municipal de regularização fundiária e habitacional,
não iremos tolerar invasões de áreas e logradouros públicos.
Outrossim,
vez que vivemos momento crítico em Uauá, não apenas em razão da retromencionada
crise administrativa e financeira que atinge os setores estratégicos da
administração pública, sobretudo em virtude dos avassaladores efeitos da longa
estiagem que assola a região do semiárido, em especial, o nosso município, o
Governo Municipal tem viabilizado ações para amenizar essa situação drástica,
de duras consequência para o homem do campo, sobretudo. Assim, destaca-se a
relevância da ação da Secretaria Municipal de Agricultura que, em parceria com
a EMPRAPA e BAHIATER, recebeu mais de 8 (oito) toneladas de sementes de milho e
feijão de corda para distribuir gratuitamente aos agricultores familiares deste
município, no intuito de melhorar sua renda e fortalecer a nossa economia.
Também
de forma emergencial, na perspectiva da convivência com o fenômeno natural da
seca em nossa terra, a municipalidade através da Secretaria de Agricultura e
Desenvolvimento Agrário, favoreceu a visita técnica e o mapeamento de 37
(trinta e sete) poços tubulares de domínio público, diagnosticando 07 (sete) em
pleno funcionamento, 13 (treze) aguardando liberação de recursos materiais e 17
(dezessete) que apresentavam problemas e foram solucionados pela Prefeitura.
Igualmente
significativa, a intervenção da Defesa Civil Municipal no sentido de estimular
parceria local para abastecimento de água potável em comunidades rurais,
através da operação com carro pipa. Nesta ação, a Prefeitura contou com a
solidariedade de 20 (vinte) pipeiros que no último 14.02.17 se concentraram às
margens do Açude do Rodeadouro para atender 44 (quarenta e quatro) famílias no
interior.
A
título de informação, destaca-se que o Município firmou convênio com a Defesa
Civil do Estado, apenas aguardando trâmites para a consequente liberação de
recursos para levarmos água a quem precisa.
Ainda
em relação às intervenções da Prefeitura na zona rural de Uauá, convém
consignar que, pela Secretaria de Agricultura, conseguimos:
a)    
Mobilizar 93 (noventa e três) produtores para
titulação de suas propriedades rurais em diversas comunidades do município,
além de 43 (quarenta e três) barreiros individuais, numa articulação com o
Consórcio do Sertão do São Francisco.
b)   
Renegociar dívidas dos produtores rurais de
Uauá junto ao Banco do Nordeste, por meio da Lei 13.340 que concede anistia e
abonos aos devedores.
c)    
Quitar a 1ª e a 2ª parcelas da contrapartida
municipal no Programa Garantia Safra, referente a safra 2016/2017, assim
gerando perspectiva de benefício de mais de R$ 2.000.000,00 (dois milhões) para
cerca de 2.570 (dois mil quinhentos e setenta) trabalhadores rurais deste
município.
Por
fim, numa nota especial sobre Segurança Pública Municipal, vez que logramos a
conquista histórica da retirada das correntes nas imediações do Banco do
Brasil, cerceadoras do direito individual de livre locomoção em nossa cidade,
vale ressaltar que segue em curso o estreitamento de relações institucionais
entre a Prefeitura, Guarda Municipal, Polícia Civil, Polícia Militar e a CEPAC
(Companhia Especializada de Policiamento Armado da Caatinga).
Com o
suporte material e logístico que oferecemos às polícias a gestão municipal
objetiva estimular o policiamento ostensivo que seja capaz de inibir a prática
criminosa em todo o território da municipalidade, salvaguardando a paz social.
Feitas
as considerações e destaques aqui declinados, Nobres Vereadores, resta-me a
tarefa pública de reafirmar a esta Douta Casa Legislativa que, sim, podemos
realizar muito mais por nossa Uauá. E, claro, dizer mais significa, por certo,
estreitar nossos laços fraternos e institucionais, levando a cabo ações
frutuosas que não dependem tão somente do Poder Executivo Municipal, mas,
sobretudo, do Poder Legislativo tão bem representado por Vossas Excelências.
Falo, portanto, de projetos estruturantes que são a ‘pedra de toque’ para o
desenvolvimento da Pátria dos Vagalumes, nossa Uauá.
Nesse
quadriênio, portanto, vamos trabalhar com todo cuidado, responsabilidade e
transparência na aplicação dos recursos públicos, centrando nossas prioridades
na Saúde, na Educação e nos Programas Sociais de imperiosa importância para o
povo de nossa terra.
Para tanto,
claro, pessoalmente venho lhes dirigir a palavra e pedir apoio irrestrito desta
Casa Legislativa nas iniciativas de interesse público em que a municipalidade
seja o nosso norte.  À todos desejo
sucesso e elevado espírito público na aurora desta legislatura. E mais uma vez,
citando Galeano, lhes recordo que “muita
gente pequena, em pequenos lugares, fazendo coisas pequenas podem transformar o
mundo
“. Estou certo de que já começamos a transformar Uauá. E juntos –
Prefeitura e Câmara Municipal – haveremos de fazer história.
Que
Deus nos abençoe e proteja sempre!
Muito
obrigado.
Lindomar de Abreu Dantas
Prefeito Municipal
Foto: Acássio Teles

Depois de prolongado recesso, sessão solene marca Início do Ano Legislativo de 2017 
Foto: Acássio Teles

Em uma sessão solene realizada na manhã de hoje, 15,  no  Salão do Plenário Pedro Ferreira Sobrinho, comandada pelo novo presidente eleito no início do ano, o vereador Rodrigo G.S. Silva, “Rodrigo de Zé Mário”, (PDT), aberta com a presença de autoridades e sociedade civil organizada, os trabalhos da Casa de Leis foram abertos, depois do recesso, desde ano passado. 
Com novos vereadores empossados e novos edis eleitos, a Câmara Municipal dá o ponta-pé inicial nos trabalhos dos representantes do povo. O presidente da mesa abriu a palavra para as autoridades presentes, em especial, o prefeito Lindomar de Abreu Dantas, PCdoB, que no uso da palavra deixou sua mensagem aos parlamentares novatos e reeleitos, desejando sorte e sucesso a todos. O prefeito também destacou a importância do diálogo entre os Poderes Legislativo e Executivo para o desenvolvimento do município e se colocou a disposição da Câmara Municipal.

O presidente da Câmara, vereador Rodrigo de Zé Mário, agradeceu os membros da mesa Diretora e demais vereadores pelo voto de confiança que o elegeram presidente da Câmara e disse que as portas da presidência estarão sempre “abertas” a todos os vereadores sem exceção. Logo, declarou encerrada a sessão. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload