Obama promete retaliar após suposto ataque de hackers da Rússia na eleição

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou que haverá retaliação contra a Rússia pela suposta interferência no processo eleitoral norte-americano. O governo russo nega veementemente as acusações. Obama disse em entrevista que, diante de qualquer interferência de um governo estrangeiro nas eleições dos EUA, o país precisa adotar ações, o que ocorrerá. “Algumas podem ser […]

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou que haverá retaliação contra a Rússia pela suposta interferência no processo eleitoral norte-americano. O governo russo nega veementemente as acusações. Obama disse em entrevista que, diante de qualquer interferência de um governo estrangeiro nas eleições dos EUA, o país precisa adotar ações, o que ocorrerá. “Algumas podem ser explícitas e tornadas públicas, outras não”, explicou o presidente durante entrevista à NPR News na quinta-feira. Obama afirmou que tratou o assunto diretamente com o presidente russo, Vladimir Putin. A Casa Branca já disse que é um “fato” que hackers russos ajudaram a campanha do republicano Donald Trump contra a candidata da situação, a democrata Hillary Clinton. Alguns membros do governo notaram inclusive que Trump deveria ter conhecimento da interferência russa. Nenhuma prova foi oferecida para as acusações. O caso é mais um em meio a tensões entre os dois países, em meio a crises na Síria e na Ucrânia e a outros desentendimentos. Porta-voz da presidência norte-americana, Josh Earnest disse que apenas autoridades mais graduadas da Rússia poderiam ter autorizado atividades de interferência na eleição dos EUA. O governo russo nega qualquer interferência. Porta-voz de Putin, Dmitry Peskov qualificou a alegação como “uma piada sem sentido”. Já a equipe de transição de Trump qualificou a sugestão de que o empresário sabia sobre a interferência russa como uma irresponsabilidade. Trump criticou a afirmação da CIA de que houve interferência russa nas eleições. Para ele, a postura dos democratas busca apenas minar a validade de sua vitória eleitoral. Fonte: Associated Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload