‘Deixem ele descansar em paz’, pede irmã de Michael Jackson

Morte do cantor Michael Jackson completa sete anos neste sábado Foto: Efe Segundo site, polícia achou pornografia infantil no computador do cantor. Morte do Rei do Pop completa sete anos O DIA Estados Unidos – Perto de iniciar a turnê “This is It”, que marcaria seu retorno aos palcos após quase uma década, o cantor Michael […]
Morte do cantor Michael Jackson completa sete anos neste sábado

Foto: Efe

Segundo site, polícia achou pornografia infantil no computador do cantor. Morte do Rei do Pop completa sete anos

O DIA
Estados Unidos – Perto de iniciar a turnê “This is It”, que marcaria seu retorno aos palcos após quase uma década, o cantor Michael Jackson infartou em casa, no dia 25 de junho de 2009, depois de injetar muita quantidade do anestésico propofol. Há sete anos de sua morte, o Rei do Pop voltou a protagonizar uma polêmica durante esta semana. Uma reportagem do site Radar Online mostrou que a polícia encontrou pornografia infantil no computador do artista, durante uma investigação, em 2003. Diante desta denúncia, a irmã do cantor, La Toya Jackson, pediu nas redes sociais para que “deixem ele descansar em paz”.

Segundo a reportagem do portal, os documentos foram reunidos em um inquérito policial, que também incluiam imagens de crianças com conteúdo pornográfico. Na época, os agentes encontraram o material na casa do próprio cantor, na Califórnia. Em 2005, Michael foi acusado pela família de Gavin Arvizo, de 13 anos, de agressão sexual, mas, após 14 semanas de julgamento, o artista foi inocentado da acusação.

Morte do cantor Michael Jackson completa sete anos neste sábado

Foto: Efe

Polêmicas e sucesso
Em paralelo às polêmicas que marcaram sua vida, Michael continua sendo o cantor mais popular do mundo. Com mais de 700 milhões de discos vendidos e 25 prêmios Grammy, o mais importante da indústria musical norte-americana, o artista conquistou diversas gerações. Ele também ficou conhecido por suas coreografias nos palcos e nos videoclipes, como o passo “Moonwalker”, no qual ele deslizava os pés para trás.

Os brasileiros também tiveram a oportunidade de ver Michael de perto. Em 1974, ele se apresentou duas vezes no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, quando ainda fazia parte do grupo Jackson Five. Já em 1996, ele foi ao Morro Dona Marta, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, para gravar o videoclipe da música “They Don’t Care About Us”. No mesmo lugar onde gravou o vídeo, foi colocada uma estátua em homenagem ao artista, um ano após a sua morte.
Fora dos palcos, Michael também chamava atenção com a sua residência, que tem quase 1,3 mil hectares, o equivalente a 13 milhões de metros quadrados. Com o nome em homenagem à “Terra do Nunca”, do desenho “Peter Pan”, a mansão foi vendida neste ano por US$ 100 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *