Irecê: Processo movido pelo prefeito contra rádio Caraíbas FM leva manisfestantes a solidarizarem de maneira simbólica com emissora

Na quarta-feira, 21, um grupo de pessoas esteve em frente as Rádios Caraíbas FM e Regional AM, para manifestar solidariedade a Rede Caraíbas de Comunicação. Portando cartazes, os manisfestantes demonstravam indignação com relação a postura do prefeito de Irecê, Luizinho Sobral, que moveu processo contra a rádio, ficando a mesma impedida de citar o seu nome de forma depreciativa, pleito prontamente atendido pela justiça em Irecê.

A direção da emissora emitiu uma nota, veiculada na programação, esclarecendo o fato aos ouvintes, evitando inclusive colocá-los no ar via telefone. Cita que, em razão de decisão proferida pelo juiz da primeira vara do Juizado Especial de Irecê, Dr. Alexandre Lopes, nos autos do processo n 0008413-26.2015.8.05.010, movido pelo prefeito municipal contra a Caraíbas FM, a emissora ficará impedida de pronunciar o nome do prefeito em sua programação ou entrevistas.

Que de acordo com a decisão a emissora deve se abster de pronunciar o nome do prefeito com o objetivo exclusivo de prejudicar-lo, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00. Diz ainda a nota, que emissora em quase 30 anos de existência, nascida em período que o Brasil vivia uma ditadura, jamais experimentara qualquer restrição desta natureza, “ciente de que preza pelo direito a informação e a liberdade de expressão, assim como respeita os direitos da a personalidade dos indivíduos, a emissora respeita a decisão, mas que irá buscas as devidas providências em instância superior, por não concordar com a restrição e repudiar qualquer forma de censura”. Após a veiculação desta nota, e repercussão negativa, os advogados do prefeito ingressaram com nova ação pedido que o processo tramita em segredo de justiça.

O fato vem repercutindo em vários setores da sociedade, alguns criticam o prefeito, dizem que agindo desta forma, ele busca a blindagem as criticas feita a sua gestão, que segundo os vereadores de oposição está recheada fortes de indícios de corrupção, com inúmeras irregularidades, que teria contratado advogados no intuito de processar quem se atrever a falar mal dele, numa forma de intimidar os cidadãos com vários processos, muitos já estariam ocorrendo.

Para aliados do prefeito a rádio tenta desvirtuar a realidade dos fatos, que o juiz concedeu a liminar para evitar que fosse atacada a honra e a dignidade do prefeito. “O que não se pode admitir é afronta à dignidade das pessoas, até porque esse é um direito garantido por lei a todo cidadão, independente de ser prefeito”, diz nota.

Adailton Santana

RADIALISTA Formação Locutor-Apresentador- Radialista profissional diplomado pela Residência Educação, em parceria com o MEC, no âmbito do PRONATEC - Alagõas, é experiente na área de Comunicação e Segmentação Editorial em sites, blogs, Tem experiencia em Apresentação de Cerimoniais. Concluiu o Curso de Especialização em Locutor-Apresentador, realizado pela Residência Educação, em parceria com o MEC em 2018 e obteve a certificação de um trabalho que já faz desde o ano de 2003, quando ingressou no Rádio. Com a realização de curso de capacitação ministrado pelo Imega Cursos e Entretenimento, em 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Captcha Captcha Reload