Território da Bacia do Paramirim terá unidade de beneficiamento de leite

A Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), lançou, nesta sexta- feira (25), a pedra fundamental para construção de uma unidade de beneficiamento de leite na zona rural de Lagoa do Leite, situado no município de Caturama. A iniciativa fortalece as ações da agricultura familiar no […]

A Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), lançou, nesta sexta- feira (25), a pedra fundamental para construção de uma unidade de beneficiamento de leite na zona rural de Lagoa do Leite, situado no município de Caturama. A iniciativa fortalece as ações da agricultura familiar no Território de Identidade da Bacia do Paramirim com grande vocação natural para a bovinocultura leiteira.

Presente no ato, o diretor presidente da CAR, Wilson Dias, ressaltou o laticínio como estímulo para a organização da cadeia produtiva do leite na região.  “Essa ação oportunizará o aumento da produção e a produtividade dos agricultores familiares, ao agregar valor aos produtos lácteos e permitir a estabilidade de preços durante todo ano”. Ele também explicou que alguns agricultores estão desestimulados a manter e melhorar a atividade porque o comércio do leite é dominado pelas grandes indústrias, que controla preços nas épocas de safra e inibe a produção. Mas, segundo Dias, essa realidade tende a melhorar gradativamente.
O coordenador de projetos especiais da CAR , Gilmar Bomfim,  disse que para organizar a cadeia produtiva do leite, foram licitados um caminhão para transporte de leite granel e um trator com implementos. “Além desses benefícios, a cadeia produtiva na região terá a possibilidade de ser ainda mais fortalecida por meio do projeto Bahia Produtiva, com nove projetos inscritos”.
O presidente da Associação de Marota, Roberto Santos da Silva, disse que este é um importante momento para a comunidade. “É a realização de um grande sonho. Teremos a estrutura ideal para prosseguirmos com a produção de iogurte, queijo, requeijão, doce de leite que comercializamos nas feiras da região, gerando ainda mais renda para nossas famílias e para o município”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Captcha Reload