Cesol de Monte Santo vai beneficiar produtores de 23 municípios

Geleias e compotas de umbu, maracujá do mato e acerola, doce de leite, polpa de frutas e artefatos para cozinha feitos de barro. Expostos e comercializados no Centro Público de Economia Solidária (Cesol) no município de Monte Santo, distante 352 quilômetros de Salvador, os itens são uma pequena amostra da produção dos empreendimentos solidários que […]

Geleias e compotas de umbu, maracujá do mato e acerola, doce de leite, polpa de frutas e artefatos para cozinha feitos de barro. Expostos e comercializados no Centro Público de Economia Solidária (Cesol) no município de Monte Santo, distante 352 quilômetros de Salvador, os itens são uma pequena amostra da produção dos empreendimentos solidários que serão apoiados pelo Cesol naquele município.

A implantação do serviço foi uma das principais bandeiras do mandato da deputada estadual Fátima Nunes (PT). “O Cesol é resultado da luta do povo simples do Sertão. O Brasil é um País tão rico e nossa luta sempre foi pela melhor distribuição de riquezas, o que tem sido modificado no últimos 13 anos. Se o campo não planta, a sociedade não janta”.

Inaugurado neste sábado (5), o novo equipamento atenderá empreendimentos de 23 municípios dos Territórios de Identidade Piemonte Norte do Itapicuru e Piemonte da Diamantina, além de Cansanção, Itiúba e o próprio Monte Santo.

Presente na inauguração, o secretário do Trabalho e Esporte, Álvaro Gomes, que representou o governador Rui Costa nas atividades em Monte Santo, destacou a prioridade com que o governo do estado dado ao segmento da economia solidária. “Este equipamento é um dos 10 novos Cesol’s que serão entregues até o final do ano, espalhados em por toda Bahia”, afirma.

O Cesol é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). Em Monte Santo a responsabilidade operacional é da Associação Regional dos Grupos Solidários de Geração de Renda (Aresol), organização social selecionada por meio do Edital 03/2013. Com um investimento de R$3,2 milhões, o equipamento vai beneficiar, ao longo de dois anos, 128 empreendimentos solidários. Estão previstas também a implantação de outros Centros Públicos em Serrinha, Teixeira de Freitas, Irecê, Barreiras, Paulo Afonso, Gandu, Conquista e Praia do Forte.

Filha de lavradores, Fátima Nunes conhece de perto a luta do povo do Sertão. Segundo ela, o equipamento integra as ações do programa Viver Melhor e funcionará como suporte aos empreendimentos dos municípios da região, oferecendo microcrédito, capacitação, orientação jurídica e. O Cesol de Monte Santo tem um espaço para comercialização dos produtos, e a função de articular oportunidades na geração, fortalecimento e promoção do trabalho coletivo baseado na Economia Solidária. 

Na sua estrutura de atendimento, tem uma equipe de profissionais com as especialidades mais diversas para acompanhar os empreendimentos ofertando, diretamente ou através da articulação com outros parceiros, os alicerces teórico e prático que permitam o fortalecimento dos grupos da Economia Solidária. Participaram da solenidade de inauguração o prefeito de Monte Santo, Jorge José de Andrade; superintendente de Economia Solidária da Setre, Milton Barbosa; as deputadas federais, Alice Portugal e Moema Gramacho; diretor do Detran, Maurício Bacelar e o chefe de Gabinete da Sudesb, Gustavo Miranda.

(Com informações da Setre – Foto Setre)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *