Nesta segunda-feira (20) os professores da rede municipal encontraram- se na sede da APLB-UAUÁ para mais um dia de greve (8º).
No primeiro momento fizeram uma reflexão sobre os acontecimentos
anteriores. Em seguida saíram em passeata, encontrando-se com os agentes
comunitários de saúde, que também estão reivindicando o Piso Salarial
da categoria, pela feira livre da cidade. Informando a população sobre
os motivos da greve e ratificando que pagarão pelos dias parados, assim
que a administração conceder o reajuste de 13,01% sancionado pela
presidente Dilma em janeiro.
Um dos momentos mais marcante foi aparada que os professores fizeram à
frente da secretaria de educação, onde o coordenador,
Francisco-Prolepses, ajoelho-se e pediu a intercessão de Jesus Cristo e
os professores desfilaram com as faixas de protestos.